quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

RUA PORTUGAL DURÃO [ I ]

«A RUA PORTUGAL DURÃO  E SEU ENVOLVIMENTO»
 Rua Portugal Durão - 2016 - (Final da "RUA PORTUGAL DURÃO" na parte a NORTE, com ligação à "Rua Soeiro Pereira Gomes")  in   GOOGLE EARTH 
 Rua Portugal Durão - (1966) Foto de João Hermes Cordeiro Goulart ( Prédio na "Rua Portugal Durão" provavelmente já demolido)  in   AML 
 Rua Portugal Durão - (1968) Foto de João H. Cordeiro Goulart ( Uma antiga casa na "RUA PORTUGAL DURÃO"   in   AML 
 Rua Portugal Durão - (2014) - (Panorâmica do "BAIRRO DA BÉLGICA" onde se insere a "RUA PORTUGAL DURÃO")    in   GOOGLE EARTH
 Rua Portugal Durão - ( 2014 ) - (A "RUA PORTUGAL DURÃO" vista de cima, no "Bairro da Bélgica")   in   GOOGLE EARTH
Rua Portugal Durão - ( Década de 20 do século XX ) - (ALBANO AUGUSTO PORTUGAL DURÃO, durante os seus tempos de Deputado)   in   WIKIPÉDIA an


RUA PORTUGAL DURÃO [ I ]

«A RUA PORTUGAL DURÃO E SEU ENVOLVIMENTO»

A «RUA PORTUGAL DURÃO» pertencia à freguesia de "NOSSA SENHORA DE FÁTIMA", hoje com a REFORMA ADMINISTRATIVA DE LISBOA DE 2012, passou a pertencer à freguesia das «AVENIDAS NOVAS». Começa na "RUA FILIPE DA MATA" no número 22 e finaliza na "RUA SOEIRO PEREIRA GOMES", é atravessada pela "RUA CARDEAL MACIER" e converge-lhe no seu lado esquerdo a "RUA GENERAL LEMAN.
Por sugestão da Comissão de Melhoramentos do "BAIRRO DA BÉLGICA", foi pedido à autarquia lisboeta em 10.05.1926, que fossem atribuídos neste BAIRRO topónimos alusivos à BÉLGICA, seguindo o exemplo do sucedido anos antes, como o BAIRRO DE INGLATERRA.   Assim por  EDITAL de 30 de Junho de 1926, "PORTUGAL DURÃO" passou a ser o topónimo das RUAS "C" e "G" do BAIRRO DA BÉLGICA, com a legenda "Insigne Colónial (1871-1925)".
O "BAIRRO DA BÉLGICA" exalta da sua toponímia a resistência dos seus heróis, à ocupação alemã no decorrer da "I GUERRA MUNDIAL"
Aquando da eclosão da "I GUERRA" em 1914, a BÉLGICA declarou-se neutral mas as tropas alemãs invadiram o país no dia 2 de Agosto, para surpreender o exército francês, e aí permaneceram ocupando a quase totalidade do país até que os aliados conseguiram a libertação do mesmo em Novembro de 1918.

«ALBANO AUGUSTO PORTUGAL DURÃO», nasceu na SERTÃ em 22.03.1871 e faleceu em LISBOA a 13.11.1925. Entrou para a ARMADA em 1887 e em 1918, já tinha o posto de "CAPITÃO-TENENTE". Durante a sua vida militar, participou em várias Campanhas por terras de ÁFRICA, como o reconhecimento dos territórios de MALANGE, NUMULIA e LOMUE, bem como desempenhou cargos civis de relevo, como o de Administrador dos TRANSPORTES MARÍTIMOS DO ESTADO e da COMPANHIA DA ZAMBÉZIA, para além de director de MINAS em TETE (Moçambique), e ainda, como membro do Conselho Fiscal do "BANCO INDUSTRIAL PORTUGUÊS".
Este Republicano membro do PARTIDO DEMOCRÁTICO foi MINISTRO DA AGRICULTURA, de 4 a 19 de Maio de 1921, no Governo de "BERNARDINO MACHADO", "MINISTRO DAS FINANÇAS", no governo de "ANTÓNIO MARIA DA SILVA", de 6 de Novembro a 26 de Agosto de 1922 e MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS (ainda no 2º Governo de "ANTÓNIO MARIA DA SILVA") de 1 de Julho a 1 de Agosto de 1925.( 1 ).
"PORTUGAL DURÃO" foi também PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA, no período de 5 de Abril de 1923 até à sua morte.
Ainda no âmbito da participação de PORTUGAL na "I GUERRA MUNDIAL", "PORTUGAL DURÃO" foi vogal da "COMISSÃO EXECUTIVA DA CONFERÊNCIA DA PAZ", e foi agraciado com a comenda da ORDEM MILITAR DE AVIS (1919) ( 2 ).

( 1 ) - Centro de Estudos do Pensamento Político.
( 2 ) - Toponímia de LISBOA - CML.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA PORTUGAL DURÃO [ II ] -GRUPO AMIGOS DE LISBOA e JOAQUIM DURÃO(Mestre de Xadrez)». 

sábado, 14 de janeiro de 2017

RUA LUÍS PIÇARRA [ V ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 5 )»
 Rua Luís Piçarra - (2015) - (A "RUA LUÍS PIÇARRA" vista da "RUA HELENA VAZ DA SILVA" na direcção a Oriente)  in   GOOGLE EARTH
 Rua Luís Piçarra - (Depois de 1975) - (Livro de Luís Piçarra "Instantâneos da minha vida" edição do autor com 245 páginas)  in  IÉ - IÉ:
 Rua Luís Piçarra - (Anterior a 1986)- (Uma publicação na capa da Revista "PLATEIA", LUÍS PIÇARRA e LIGIA TELES" juntos na "fotonovela" "O AUTOR")  in    ISTO É ESPECTÁCULO
 
Rua Luís Piçarra - (2013) - «Hino do "BENFICA" da autoria de MANUEL PAULINO GOMES e cantado por "LUÍS PIÇARRA" (principalmente no início e final de jogos no seu campo)»  in  YOUTUBE

(CONTINUAÇÃO) RUA LUÍS PIÇARRA [ V ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 5 )»

Relatamos aqui uma parte da Biografia de Luís Piçarra, contada por um dos seus filhos:
Nos períodos em que LUÍS PIÇARRA estava em Portugal, embora tivesse a sua casa no PRÍNCIPE REAL (LISBOA), passava largas temporadas com a família, em casa dos sogros na RUA MANUEL DE ARRIAGA, 46 que pertence já à freguesia da PAREDE, embora fique teoricamente em CARCAVELOS. Aí viveram com os avós maternos os seus dois filhos, quando os pais se ausentavam para o estrangeiro, excepto durante o período em que a família viveu na casa de PARIS. Nos finais da década de 50, "LUÍS PIÇARRA" mandou construir uma casa em CARCAVELOS, projecto seu, situava-se nos LOMBOS - RUA EDUARDO MARIA RODRIGUES, onde a família passou a residir. Em 1968, numa altura em que cumpria um contracto em LUANDA, faleceu MASITÁ, que ficara dessa vez em CARCAVELOS, de doença súbita, apenas com 48 anos. 

Em 1972 LUÍS PIÇARRA casa com MARIA BEATRIZ NAVARRO Y ROSA. Em 1975 regressa a PORTUGAL doente, acaba por perder a voz. Entretanto ainda publica um livro de memórias e escreve e compõe uma opereta, inspirada no "MÁRIO" de SILVA GAIO, que nunca chegou a ser posta em cena.
Em 1985, recebe a COMENDA DA ORDEM DO INFANTE DOM HENRIQUE, tendo falecido em 1999 em LISBOA de cancro. 
Seus filhos, netos e um bisneto, bem como os familiares mais chegados da sua mulher ainda residem em CARCAVELOS.
Em 2004, foi dado também o seu nome a uma RUA da QUINTA DO BARÃO em CARCAVELOS.

Apesar dos êxitos que LUÍS PIÇARRA alcançou pelo  Mundo inteiro, não esquecia PORTUGAL, nem o  BENFICA o clube do seu coração, sócio Nº. 635. 

O HINO DO BENFICA da autoria de MANUEL PAULINO GOMES, director do Jornal do CLUBE, é cantado no ESTÁDIO sempre que a equipa entra em campo e conta-se que, para os mais supersticiosos, não era de bom agoiro esquecerem-se da "ALMA IMENSA DAS PAPOILAS SALTITANTES"... isto  será "AS CAMISOLAS BERRANTES/ QUE NOS CAMPOS A VIBRAR /  SÃO PAPOILAS SALTITANTES".
O HINO DO BENFICA EM TODO O SEU ESPLENDOR...

SOU DO BENFICA /  E ISSO ME ENVAIDECE / TENHO A GENICA / QUE A QUALQUER ENGRANDECE / SOU DE UM CLUBE LUTADOR / QUE NA LUTA COM FERVOR / NUNCA ENCONTROU RIVAL / NESTE NOSSO PORTUGAL. (Refrão repete uma vez).
SER BENFIQUISTA / É TER NA ALMA A CHAMA IMENSA / QUE NOS CONQUISTA / E LEVA À PALMA A LUZ INTENSA / DO SOL QUE LÁ NO CÉU / RISONHO VEM BEIJAR / COM ORGULHO MUITO SEU / AS CAMISOLAS BERRANTES / QUE NOS CAMPOS A VIBRAR / SÃO PAPOILAS SALTITANTES. 

( Para os mais aficionados, devo dizer que sou apenas simpatizante do SLB, o meu clube do coração é o C.O.L.- CLUBE ORIENTAL DE LISBOA, que milita (infelizmente) em outro escalão mais baixo).  [ FINAL ]

BIBLIOGRAFIA

- Enciclopédia da Música Ligeira Portuguesa - Direcção de Luís Pinheiro de Almeida e João Pinheiro de Almeida - Círculo de Leitores - 1998 - LISBOA .
- Fotobiografias do Século XX - Amália Rodrigues - Cristina  Faria - Circulo de Leitores - Agosto de 2008 - LISBOA.
- LISBOA ROTEIRO PROFISSIONAL - CLIPARTE - 2005 - LISBOA.

INTERNET

- SLBENFICA CRÓNICAS & IMAGENS
- TOPONÍMIA DE LISBOA
- WIKIPÉDIA

(PRÓXIMO)«RUA PORTUGAL DURÃO [ I ]-A RUA PORTUGAL DURÃO E SEU ENVOLVENTE»

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

RUA LUÍS PIÇARRA [ IV ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 4 )»
 Rua Luís Piçarra - 2016 - (Um troço da "Rua Luís Piçarra" na Freguesia do LUMIAR. No seu lado direito a "Alameda da Música")  in  GOOGLE EARTH
 Rua Luís Piçarra - (2016) - A "RUA LUÍS PIÇARRA" vista da Rua Cardoso Pires, na parte Nascente)   in   GOOGLE EARTH
Rua Luís Piçarra - (finais do século XX) - Capa de um Disco ou CD de Luís Piçarra e Domingos Marques, provavelmente uma edição Brasileira, de dois bons tenores portugueses na época. in  MERCADO LIVRE

(CONTINUAÇÃO) - RUA LUÍS PIÇARRA [ IV ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 4 )»

Já depois do incidente da emboscada, e durante a permanência em ANGOLA,  "LUÍS PIÇARRA" ainda fazia algumas deslocações à ÁFRICA DO SUL para realizar e cumprir alguns espectáculos agendados. 
No ano de 1973 vamos encontrá-lo em VANDERBIJLPARK no TRANSVAL, num espectáculo organizado pela Comunidade Portuguesa residente. Durante a sessão notava-se nitidamente o mau estado da sua voz, misturando as canções com algumas anedotas e cantando, lá conseguia animar a assistência, e cumprindo assim a sua palavra de estar presente.

LUÍS PIÇARRA regressa a LISBOA em 1975, após dez anos de vida em ANGOLA sem nada da fortuna que em tempos ganhara, e com a sua segunda esposa e os três filhos (casa-se em segundas núpcias, após o falecimento da sua 1.ª esposa), tinha aberto um Infantário, de cujas precárias receitas passaram a depender para assegurar a sobrevivência.  Durante vários anos, LUÍS PIÇARRA alimentou o sonho de abrir uma escola de PREPARAÇÃO DE ARTISTAS, projecto que levou à RDP, ao TEATRO de SÃO CARLOS e ao PARTIDO SOCIALISTA, para sempre deparar respostas evasivas e adiamentos.  Dizia que: «a música Portuguesa era muito bem aceite antigamente. O que melhorou muito foram os teatros, as poesias. Quanto à música em si, penso que ela perdeu a personalidade, foi totalmente influenciada pela "pop-music"».

Em 1979, um grupo de artistas e amigos fizeram-lhe uma festa de homenagem no CAFÉ LUSO, ao BAIRRO ALTO. Continuava a compor ocasionalmente, por vezes vezes temas para o seu filho MÁRIO e a enteada MARILENA, que tinham fundado um conjunto "TERRA A TERRA".  Em 1983 foi publicada uma compilação de alguns dos seus êxitos na série "SAUDADE" da VALENTIM DE CARVALHO, embora o cantor e os seus familiares tenham achado a escolha discutível.
Entretanto, escrevera um livro de memórias "INSTANTÂNEOS DA MINHA VIDA", mas continuava sem encontrar editor que lho quisesse  publicar.
Em 1985 recebia uma pensão de reforma por invalidez no valor de dezoito mil escudos, acrescidos de um subsídio de mérito cultural do MINISTÉRIO DA CULTURA, situação que se manteve desde então. Ocasionalmente é notícia aquando das intervenções cirúrgicas a que tem sido submetido.
Em 1989, diversos artistas reuniram-se para efectuar uma série de três espectáculos de homenagem a LUÍS PIÇARRA, em ÉVORA e LISBOA.

Gravou 999 canções. Entre as palavras célebres, citem-se as do General DE GAULL: «fui ouvi-lo cantar, para ver se era verdade o que diziam desse "petit portuguais". Era verdade!».
Em 1998 o PRESIDENTE RAMALHO EANES concede-lhe a "Comenda da Ordem do Infante D. Henrique" e o GOVERNO atribui-lhe uma reforma por mérito cultural. Muito debilitado, foi viver com sua esposa para a casa do ARTISTA, falecendo no ano ano seguinte com  82 anos.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA LUÍS PIÇARRA [ V ] - A RUA LUÍS PIÇARRA ( 5 )»

sábado, 7 de janeiro de 2017

RUA LUÍS PIÇARRA [ III ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 3 )»
 Rua Luís Piçarra - (1950) - ( A  canção "FALANDO AO CORAÇÃO" será a única gravação cuja música é do próprio LUÍS PIÇARRA, com letra de Frederico de Brito)  in  IMENSO SUL 
 Rua Luís Piçarra - Foto dos anos 60 do século XX - (Luís Piçarra como autor da letra da canção "MORENA DA RAIA" e música de Frederico de Brito)  in  OLHAR SOBRE ADIÇA 
 Rua Luís Piçarra - ( 1950) - Foto de autor não identificado - (Uma obra onde LUÍS PIÇARRA canta "TERRA MORENA", com música de JOÃO NOBRE e letra popular Alentejana. Uma das boas canções dedicadas ao ALENTEJO) in   FNAC
Rua Luís Piçarra - (2016) - (A "RUA LUÍS PIÇARRA" quase no seu final, próximo da RUA HELENA VAZ DA SILVA)  in   GOOGLE EARTH 


(CONTINUAÇÃO) - RUA LUÍS PIÇARRA [ III ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 3 )»

«LUÍS PIÇARRA» durante um ano actuou duas vezes por semana na TELEVISÃO FRANCESA. Em meados da década de 50, chegou a ser o cantor europeu com mais discos editados. Foi ele que lançou mundialmente o tema «AVRIL AU PORTUGAL» (tradução francesa de "COIMBRA" de RAUL FERRÃO, que naquela época, vendeu um milhão e trezentos mil exemplares no espaço de um ano), bem como outras canções: GRANADA (de Augustin Lara), "UM CANTINHO E VOCÊ", "UNE NUIT PRÉS DO TOI", além de ter criado muitas outras. como "ADEUS, ADEUS", "COPACABANA" (popularizado por DICK FARNEY na EUROPA, embora tenha sido propositadamente escrita para o espectáculo de "LUÍS PIÇARRA" no CASINO COPACABANA) "LE SOLEIL DE MON PAYS", "MEU ALENTEJO", "FIANDEIRA", "NOITE DE LUAR" e dezenas de outras canções em português, francês, espanhol, alemão e italiano.
Nos ESTADOS UNIDOS já durante os anos 60, gravou 26 programas que foram transmitidos pela NBC e suas 580 estações filiadas.
Em FRANÇA , fez parceria com EDITH PIAF no espectáculo "THIS IS EUROPE", e em 26 programas para a TV local, acompanhados pela orquestra de PAUL DURAND, que depois foram retransmitidos em todos os países representados palas NAÇÕES UNIDAS. 
LUÍS PIÇARRA é o primeiro artista estrangeiro a pisar o palco do famoso "THÉATRE DE LA GATTÉ-LYRIQUE", com as operetas "UM PORTUGU~ES EM PARIS", "COLORADO" e "LA VIE EN ROSE".
Ambos os cantores foram então convidados a participar numa reposição de "UM AMERICANO EM PARIS". "EDITH PIAF" adoece gravemente. não tendo possibilidade de aceitar o convite. "LUÍS PIÇARRA" aproveitou para ir a ANGOLA satisfazer um compromisso que lhe haviam proposto. A morte da cantora EDITH PIAF (1915-1963) viria a inviabilizar o projecto e, a partir de 1965 "LUÍS PIÇARRA" fixou-se em ANGOLA e dedicou-se ao negócio imobiliário.
Em 1969 (quando ponderava a viabilidade de uma digressão aos ESTADOS UNIDOS) foi-lhe atribuído, em LISBOA, o "PRÉMIO DA IMPRENSA", no mesmo ano em que efectuando uma digressão em ANGOLA ao serviço das FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS, a comitiva que seguia o cantor caiu numa emboscada e este teve de ficar várias horas imerso num pântano. Com esse incidente ( e dado o facto de ter persistido em continuar a cantar nos nove espectáculos que lhe faltavam para concluir a digressão) veio a perder   a voz que o celebrizara, tendo-se retirado da vida artística; posteriormente foi-lhe diagnosticado um processo canceroso nas cordas vocais, problema que o afectou bastante.
A falta de indemnização (também a sua seguradora francesa se recusou a pagar o seguro de 10 mil contos, alegando situação não prevista no clausurado do contrato), as autoridades militares conseguiram um lugar no CENTRO DE PREPARAÇÃO DE ARTISTAS DA EMISSORA NACIONAL DE ANGOLA . 
Em 1970 durante a festa comemorativa das suas bodas de prata com um espectáculo no PAVILHÃO DOS DESPORTOS EM LISBOA,  afirmava com segurança que tinha já trabalhado nos principais teatros dos cinco Continentes e que em PORTUGAL participara, até aí, em oito emissões Televisivas. Durante uma busca que a PIDE efectuou à sua residência em CARCAVELOS (que fora projectado por ele próprio), foram-lhe confiscados todos os livros de recortes que entretanto acumulara.

(CONTINUA)-(PRÓXIMO)«RUA LUÍS PIÇARRA[ IV ]A RUA LUÍS PIÇARRA (4)».

sábado, 10 de dezembro de 2016

BOAS FESTAS

«BOAS FESTAS»
 - Pensamentos positivos para 2017...


 - Recheadas de boas surpresas...
- Que DEUS ilumine as nossas vidas...

- Desejamos a todos os "BLOGUISTAS", amigos, visitantes e familiares, FELIZ NATAL e um BOM ANO NOVO de 2017.

- Aproxima-se o NATAL e, como sempre, fazemos uma pausa para meditar.

- Esperamos voltar no próximo ANO ( se DEUS quiser e nos der saúde).

- Voltaremos se a tanto nos ajudar o engenho e arte, na iluminação dos nossos propósitos.

- Entretanto vivamos esta feliz quadra com o verdadeiro espírito NATALÍCIO.

APS

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

ÍNDICE DE ARTÉRIAS EDITADAS NESTE BLOGUE DURANTE O ANO DE 2016

«ÍNDICE DE RUAS EM 2016»
 ARTÉRIAS



ÍNDICE DE:AVENIDAS - LARGOS - PÁTIO - PRAÇA - RUAS e GENTE DE LISBOAALFACINHAS - GALEGOS - NEGROS AFRICANOS - SALOIOS e VARINAS

-- // --

FREGUESIAS

 FREGUESIAS
 FREGUESIAS
ÍNDICE POR FREGUESIAS: - AJUDA - AVENIDAS NOVAS - AREEIRO - ARROIOS - BENFICA - ESTRELA - LUMIAR - MARVILA - MISERICÓRDIA - PENHA DE FRANÇA - SANTA MARIA MAIOR - SANTO ANTÓNIO - SÃO DOMINGOS DE BENFICA.

Os ÍNDICES estão representados por ordem alfabética, em ARTÉRIAS e FREGUESIAS.

Foram tratados este ano - 2 AVENIDAS - 3 LARGOS - 1 PÁTIO - 1 PRAÇA e 18 RUAS, num TOTAL DE  96 publicações referentes a ARTÉRIAS DE LISBOA.


(PRÓXIMO) - «BOAS FESTAS».


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

RUA LUÍS PIÇARRA [ II ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 2 )»
 Rua Luís Piçarra - (2016) - (A "RUA LUÍS PIÇARRA" vista na sua totalidade, estando em primeiro plano a  "RUA HELENA VAZ DA SILVA")  in   GOOGLE EARTH
 Rua Luís Piçarra - ( 1950 ) - ("LUÍS PIÇARRA" cantando "AMOR É LUME" com Orquestra de JOÃO NOBRE. Uma "romanza" da Ópera "SALUQUIA" de João Camilo, com musica de SILVA TAVARES.  Esta verdadeira área de ópera já na partitura original tão aguda, foi ainda subida dois tons, para a voz do grande tenor "Luís Piçarra", que a terminou com um magnifico agudo)  in  YOU TUBE
 Rua Luís Piçarra - (1949) (Compilação de 1996) - (Pertence ao disco da "CANÇÃO DO RIBATEJO" cantado por "LUÍS PIÇARRA" com letra do próprio e música de "JOÃO NOBRE". Foi lançada uma compilação da série "CARAVELA" da VALENTIM DE CARVALHO)  in    CUSTO JUSTO 
Rua Luís Piçarra - ( 1945) - Em SÃO PAULO durante uma "tournée" pelo BRASIL, ao lado de "LUÍS PIÇARRA" está CELESTE RODRIGUES e AMÁLIA RODRIGUES, que participaram no espectáculo e outros elementos da Companhia   in   PORTUGAL ATRAVÉS DO MUNDO


(CONTINUAÇÃO) - RUA LUÍS PIÇARRA [ II ]

«A RUA LUÍS PIÇARRA ( 2 )»


Sem ter abandonado a Rádio, estreou-se no TEATRO popular com a opereta "A LENDA DOS SER CRAVOS" de "WENCESLAU PINTO", no TEATRO DA TRINDADE,  depois em grandes êxitos como "O ZÉ DO TELHADO", "COVA DA MOURA", "CHAVE DO PARAÍSO" e "FIDALGO DA ROSA".
Desempenhou também os principais papeis em reposições de "JOÃO RATÃO" e "A ROSA CANTADEIRA", e várias operetas do reportório VIENENSE, como "A VIÚVA ALEGRE" de FRANZ LEHÁR e "OS SINOS DE CORNEVILLE" de ROBERT PLANQUETTE.

O público fixou-o e acarinhou-o, devido às suas interpretações radiofónicas que a Emissora Nacional difundia diariamente com bastante agrado.
No final da segunda grande guerra Mundial, em 1945, "LUÍS PIÇARRA" vai ao BRASIL, onde permanece durante cerca de dois anos, cantando nos principais teatros do RIO DE JANEIRO e de SÃO PAULO, bem como nas capitais de outros estados brasileiros e interpretando as mais diversas óperas e operetas. Teve particular brilho a representação de "A ROSA CANTADEIRA" (que permaneceu longos meses), ao lado de "AMÁLIA RODRIGUES", foi nesse período que conheceu vedetas como LANA TURNER e ORSON WELLES. Depois, encetou uma digressão pelos restantes países latino-americanos, que culminou no MÉXICO. 
Regressa depois ao BRASIL e daí a PORTUGAL.  Na EUROPA, realizou então uma segunda digressão a  ITÁLIA, SUIÇA, ALEMANHA OCIDENTAL, INGLATERRA (com diversas actuações para a BBC), BÉLGICA e HOLANDA. Dez dias após ter regressado a PORTUGAL, foi contratado para a primeira figura de uma COMPANHIA DE ÓPERA ITALIANA ( o TEATRO DI S. CARLO, di NÁPOLES, sendo o mais antigo Teatro da Europa  ano de 1737) e com ele partiu para uma temporada de representações na cidade do CAIRO (EGIPTO) a que se seguiu um ano de contracto como cantor exclusivo no "PALÁCIO REAL DO REI FARUK", (que falava português sem sotaque), concedeu-lhe o título de "BEY" ( o  equivalente a CONDE). 
É nessa época que RAUL FERRÃO lhe envia uma partitura que lhe chamou «COIMBRA» e que ele a transformou num sucesso mundial com o nome de "AVRIL AU PORTUGAL"
Do CAIRO partiu em digressão pelo MÉDIO ORIENTE, que incluíam representações  no CHIPRE, LÍBANO e SÍRIA. Regressou depois pela TURQUIA, GRÉCIA e ITÁLIA, até chegar de novo a PORTUGAL. Com a sua reputação já bastante cimentada no início de 1951, estreou-se em PARIS como protagonista da opereta "COLORADO", ao lado da actriz franco-portuguesa (IRENE COSTA), após ter sido seleccionado para tal lugar pela empresária alemã "GERMAINE ROGER MONTJOIE", que no ano anterior tinha assistido a uma representação sua a «SINFONIA PORTUGUESA».
A opereta esteve em cena mais de 10 anos e a IMPRENSA local colocava o seu nome com ("LOU PIZARRA") ao lado de "TINO ROSSI", "ANDRÉ DASSARY", "GEORGE GUETARY" e "LUÍS MARIANO".
"LUÍS PIÇARRA" passou a actuar duas vezes por dia na "RADIO DIFUSION FRANÇAISE", além de ser requisitado pelos melhores teatros da capital, (com um dos melhores salários do país, recebia cerca de 300 contos por mês, acrescidos de 10% sobre a receita da bilheteira).

(CONTINUA) - (PRÓXIMO-11.01.2017)«RUA LUÍS PIÇARRA[ III ]-A RUA LUÍS PIÇARRA( 3 )».